Tamanho do texto

Matt Cobrink fez uma viagem e pela primeira vez ficou cinco dias longe do pai. Quando voltou, a irmã dele gravou tudo, pois sabia que ele estaria feliz

O americano Matt Cobrink, de 53 anos, tem Síndrome de Down e recentemente teve a oportunidade de fazer uma viagem para conhecer Aaron Judge, seu jogador de beisebol favorito. Para isso, ele precisou ficar longe do pai , Malcolm Cobrink, por cinco dias e quando ele voltou para casa e reencontrou o pai no aeroporto teve uma amável reação que viralizou nas redes sociais.

O vídeo do reencontro do pai com o filho com Síndrome de Down no aeroporto está fazendo sucesso nas redes sociais
Reprodução/Facebook
O vídeo do reencontro do pai com o filho com Síndrome de Down no aeroporto está fazendo sucesso nas redes sociais


O momento do reencontro foi gravado pela irmã de Matt, Marcy Cobrink Mayer, de 56 anos, pois ela já imaginava que o irmão com Síndrome de Down ficaria extremamente feliz ao rever o pai de 88 anos.  Ela explica em entrevista ao site americano “PEOPLE” que desde que a mãe deles faleceu, há 25 anos, Matt e Malcolm nunca passaram tanto tempo longe um do outro.

“Eu sei que meu irmão e meu pai são muito próximos , e eu sabia que, depois de cinco dias, meu irmão realmente sentiria a falta dele. Eles nunca ficaram separados por cinco dias”, fala Marcy. “Eu já esperava esse tipo de reação do meu irmão. Às vezes, eu não o vejo por alguns dias, e quando vou até a casa dele ou meu pai o traz na minha, ele me beija umas 20 vezes. Ele é realmente muito amoroso e fica feliz quando vê todo mundo.”

Encontro do pai com o filho com Síndrome de Down emociona

O pai nunca tinha ficado tanto tempo longe do filho com Síndrome de Down desde que a esposa dele faleceu, há 25 anos
Reprodução/Facebook
O pai nunca tinha ficado tanto tempo longe do filho com Síndrome de Down desde que a esposa dele faleceu, há 25 anos


O vídeo , que mostra Matt correndo em direção ao pai e dando centenas de beijos nele, foi postado no Facebook por Marcy e rapidamente viralizou somando mais de 20 milhões de visualizações, 152 mil reações e 210 mil compartilhamentos. O vídeo foi inundado com mensagens de pessoas dizendo que se emocionaram com a fofa reação de Matt.

“Pessoas do mundo todo passaram a me enviar  fotos de seus filhos com essa síndrome, dizendo que o vídeo as fez chorar e que estão tão felizes em ver esse relacionamento tão longo e amoroso entre meu pai e meu irmão”, conta Marcy que acredita que o vídeo dá mais esperança para quem tem um filho ou parentes com essa síndrome. “É tão bom poder mostrar algo que é feliz em vez de coisas que são negativas.”


Marcy espera que todos possam tirar um pouco de alegria desse vídeo que exala amor, cuidado e carinho. “Nós só queremos compartilhar o amor. Queremos que as pessoas saibam que chamamos a Síndrome de Down e ‘síndrome de Up (para cima)’, porque meu irmão traz muito amor para a vida de todos com quem ele tem contato. É realmente incrível”, finaliza.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.