Tamanho do texto

A bebida é produzida no dia de São Nicolau, o envelhecimento dura 10 meses e na cervejaria há uma capela para rezar uma missa antes da exportação

Quem aprecia uma cervejinha deve saber que existem diversas variações dessa bebida. Além disso, os processos de produção costumam carregar muitas histórias e tradições. A Eggenberg Samichlaus Classic, por exemplo, é um tipo de cerveja importada que é produzida uma única vez ao ano – sempre no dia 6 de dezembro. Fora isso, é a Lager mais forte do mundo, possuindo 14% de teor alcoólico.

Leia também: Curiosidades sobre a cerveja: sabia que lúpulo na bebida foi ideia de freira?

A cerveja importada Samichlaus é cheia de história e tradições e, além de ser a mais forte do mundo, é feita em um dia
Divulgação
A cerveja importada Samichlaus é cheia de história e tradições e, além de ser a mais forte do mundo, é feita em um dia


Na data escolhida para a fabricação dessa cerveja importada é celebrado o Dia de São Nicolau, um santo católico padroeiro da Rússia, da Grécia e da Noruega. A história diz que São Nicolau é proveniente de Patara, na Ásia Menor (atual território da Turquia), e provavelmente nasceu na segunda metade do século três e morreu no dia 6 de dezembro de 350.

A cerveja produzida no dia do santo possui um aroma complexo, rico em castanha, uva passa, fumo e malte. No sabor, é licorosa e o paladar potente começa adocicado e termina seco. Antes de ser engarrafada, a bebida é envelhecida por 10 meses e esse processo de produção peculiar foi parar no Livro dos Recordes.

Leia tambrém: Os mitos e as verdades sobre a cerveja: tire as principais dúvidas

A Samichlaus é um tipo de cerveja que continua maturando na garrafa e o interessante é que ela não possui prazo de validade determinado. Outra curiosidade é que existe uma capela na cervejaria austríaca onde a bebida é fabricada e, antes de ser exporta para o mundo, sempre é rezada uma missa no local.

A bebida, que se tornou um clássico cervejeiro austro-helvético, foi criada na Suíça por Albert Hürlimann, considerado um dos grandes especialistas do mundo no estudo de leveduras. Essa cerveja começou a ser produzida no Castelo da Eggenberg, no sudeste da Áustria, no ano 2000.

Cerveja importa pode ser encontrada no Brasil

A cerveja importa pode ser encontrada em diversas partes do mundo, inclusive no Brasil, e tem sabor marcante
shutterstock
A cerveja importa pode ser encontrada em diversas partes do mundo, inclusive no Brasil, e tem sabor marcante


O nome da iguaria é Samichlaus porque essa palavra em helvético germânico significa São Nicolau, que ficou conhecido mundialmente como o Papai Noel. Por isso, essa é uma bebida pensada para as festas natalinas. Os aromas complexos, o corpo denso, a potência no sabor e o equilíbrio de tudo tornam essa cerveja única.

A produção é feita na Cervejaria Castelo Eggenberg, uma das mais antigas da Áustria. O local fica em um castelo do século 12 e, por lá, a produção de cervejas de modo geral deu início no século 14 e passou a ser comercializada em 1618. Com o tempo, a Samichlaus se tornou a cerveja mais conhecida dessa cervejaria e é possível encontrar essa bebida no Brasil.

Leia também: Por que a garrafa é marrom? 10 coisas sobre a cerveja que talvez você não saiba

“Assim que descobrimos a história dessa cerveja, foi inevitável não trazer ela para o Brasil, já que se trata de uma bebida com uma história muito rica e que muitos não conhecem”, explica Marcelo Stein, fundador da importadora Bier & Wein.

Ele também dá dicas de como harmonizar essa cerveja importada , explicando que ela combina queijos (camembert, cabra, creme brulee), pratos condimentados e sobremesa a base de frutas vermelhas e chocolate.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.