Tamanho do texto

David Hulley adormeceu com o filho, Karson Winter-Hulley, no colo; quando acordou, se deparou com o bebê inanimado, e correu para buscar ajuda

David Hulley, de 25 anos, e sua esposa, Beverley Winter, de 24, tiveram de lidar com um verdadeiro pesadelo quando seu filho de quatro semanas, Karson Winter-Hulley, morreu após adormecer no colo do pai .

O pai do pequeno Karson teve de passar pelo seu pior pesadelo: acordar com o filho de quatro semanas morto no colo
shutterstock
O pai do pequeno Karson teve de passar pelo seu pior pesadelo: acordar com o filho de quatro semanas morto no colo

O pai havia dormido com ele no sofá por volta das 5h30 e, quando acordou às 7h30, encontrou o filho já sem os sinais vitais. Karson, que veio ao mundo com apenas 2,5 kg após uma gravidez complicada da mãe, já preocupava a família desde antes de seu nascimento.

Segundo o jornal inglês Daily Mail , David disse à auditoria de Stockport, cidade nos arredores de Manchester, que tanto ele quanto a mulher, Beverley Winter, amavam muito o pequeno Karson.

Mas acrescentou que a gravidez difícil os deixou preocupados, principalmente quando a parteira disse a eles que alguns ossos de Karson eram menores do que o normal.

O casal também havia ficado em alerta porque, segundo David, a parteira lidou com a situação como "um touro numa loja de cerâmica", referindo-se à maneira como ela tratou o pequeno. Mas acrescentou que quando ele e a esposa viram o médico, ficaram mais tranquilos. "Eles disseram que ele era apenas um bebê pequeno".

As preocupações do pai

David Hulley, o pai de Karson, adormeceu com o filho por volta das 5h30. Quando acordou, sabia que algo estava errado
Reprodução/Daily Mail
David Hulley, o pai de Karson, adormeceu com o filho por volta das 5h30. Quando acordou, sabia que algo estava errado

Também segundo o jornal inglês, David declarou que o bebê teve um resfriado alguns dias antes de sua morte, mas que ele não parecia afetado pelo problema. "Ele se alimentava bem", acrescentou. "Seu sono tinha altos e baixos, mas ele parecia normal na noite antes de sua morte.

David acordou naquela madrugada com o choro de Karson. Ele então pegou o bebê e levou-o para o andar de baixo da casa, para dar mamadeira. Depois de preparar o leite, voltou para sentar-se com o filho no colo.

"Ele pareceu se acalmar, e se aconchegou no meu colo. Eu o reconfortava enquanto a mamadeira esquentava", declarou David. Depois disso, ambos adormeceram: o pai sentado, com o filho nos braços.

Leia também: Pai não encontra fraldário, troca filha no chão, fica revoltado e faz post viral

David disse que Karson ainda estava quente quando ele acordou, mas sua pele não tinha um tom vívido. "Eu soube de imediato que algo estava errado. Eu não queria perturbá-lo, mas queria ver algum sinal de vida, o que ele não deu.", acrescentou.

"Eu corri para o andar de cima, e disse à Beverley que achava que algo estava errado com ele". Segundo o jornal, o casal chamou a ambulância, mas os paramédicos não conseguiram ressuscitar a criança.

O veredito das autoridades

De acordo com o pai, a gravidez foi difícil, e o pequeno Karson nasceu com apenas 2,5 kg - mas sem nenhum problema
Reprodução/Daily Mail
De acordo com o pai, a gravidez foi difícil, e o pequeno Karson nasceu com apenas 2,5 kg - mas sem nenhum problema

Ao Daily Mail , a patologista Melanie Newbold declarou que não havia como ter certeza a respeito do que causara a morte de Karson. "Ele tinha sinais de um resfriado, mas estava bem até a morte. Dormir num sofá ou na cama com adultos pode ser um risco, mas nem sempre sabemos por que. Nada indica que esses fatores contribuíram para a morte, mas é uma possibilidade", disse.

O investigador a cargo do caso, o detetive Graham Jenkins, declarou que não havia nada que despertasse alguma suspeita no caso. Para ele, tudo indicava de que se tratava de um lar e de uma família que se amava muito.

Leia também: Pai faz anúncio em jornal buscando pretendentes para filhos

Segundo o jornal inglês, o médico legista Alison Mutch fez um pronunciamento a David Hulley, dizendo que a forma trágica que Karson morreu, subitamente e sem nenhuma explicação definitiva, é um risco comum entre bebês com menos de 1 ano. "É o pior pesadelo de todo o pai ", declarou Alison.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.