Tamanho do texto

Uma pesquisa conduzida por cientistas japoneses e publicada no Asia Pacific Journal of Clinical Nutrition concluiu que o suco de tomate ajuda a aumentar os níveis de esperma em homens inférteis ou com fertilidade reduzida

Combater a infertilidade talvez não seja uma causa tão perdida assim. Pelo menos é o que indica um estudo de pesquisadores do Centro de Infertilidade da Universidade Internacional de Saúde do Japão que concluiu que o suco de tomate ajuda a aumentar a contagem de esperma em homens que têm pouca ou nenhuma fertilidade.

Leia também: Nova descoberta sobre espermatozoide pode ser resposta para a infertilidade

A infertilidade é reduzida quando o consumo do suco de tomate é algo frequente na dieta dos homens, segundo estudo
shutterstock
A infertilidade é reduzida quando o consumo do suco de tomate é algo frequente na dieta dos homens, segundo estudo

O estudo usou como voluntários 54 homens entre 26 e 50 anos com níveis de esperma inferiores a 20 x 106/mL e/ou motilidade dos espermatozóides inferiores a 50%, que se encaixam em um quadro de fertilidade baixa ou de  infertilidade .

A um dos grupos de participantes, os cientistas deram 190 mL de suco de tomate com 30 mg de licopeno -pigmento vermelho com propriedades antioxidantes encontrado em alimentos como tomate, melancia e damasco - 12 semanas. Outro grupo recebeu apenas antioxidante e um terceiro não bebeu nada, serviu somente como controle. 

Os níveis de esperma e de licopeno no líquido seminal foram medidos em intervalos de 6 semanas (uma vez antes, uma durante e outra depois do período de alimentação).

Os resultados do estudo sobre a infertilidade

O suco de tomate é o primeiro produto comercial que teve a capacidade de combater a infertilidade demonstrada
shutterstock
O suco de tomate é o primeiro produto comercial que teve a capacidade de combater a infertilidade demonstrada

No final do estudo, os cientistas concluíram que o consumo do suco de tomate de fato ajudou os homens daquele grupo a aumentarem a motilidade do esperma (ou seja, a facilidade com que o esperma se move).

Porém, eles não afirmaram como funciona este processo de fato, embora admitam suspeitar que o licopeno esteja envolvido. Os cientistas disseram, na conclusão, que "pretendem conduzir um estudo interventivo em larga escala" para chegarem a resultados mais concretos.

Leia também: Saiba quais alimentos colaboram para a melhorar a fertilidade masculina

Como a alimentação influencia na fertilidade

Manter uma dieta equilibrada e sem excessos é essencial para manter-se longe da infertilidade e com mais saúde
shutterstock
Manter uma dieta equilibrada e sem excessos é essencial para manter-se longe da infertilidade e com mais saúde

Mas não é apenas o consumo regular de tomate que tem um impacto sobre a fertilidade masculina - e feminina também. Vários outros fatores alimentares estão envolvidos nessa questão, como explica a médica Maria Cecília Erthal, especialista em reprodução humana assistida do Vida - Centro de Fertilidade.

Por exemplo, o consumo excessivo de carboidratos e até mesmo de cafeína e bebidas alcoólicas podem interferir nesse aspecto da vida, reduzindo a qualidade e quantidade dos gametas (óvulos no caso das mulheres e espermatozóides no caso dos homens).

"A alimentação influencia no funcionamento do nosso organismo como um todo, inclusive dos órgãos reprodutivos. Bons hábitos alimentares contribuem para um funcionamento equilibrado do aparelho reprodutor", afirma a médica.

7 nutrientes que ajudam na fertilidade

Alguns nutrientes como o beta caroteno, a vitamina E e o ômega 3 são cruciais para ficar a salvo da infertilidade
shutterstock
Alguns nutrientes como o beta caroteno, a vitamina E e o ômega 3 são cruciais para ficar a salvo da infertilidade


Seguindo a mesma linha de Maria Cecília, a nutricionista Tatiana Rom faz uma relação de nutrientes que são vitais para manter a fertilidade lá em cima. 

  1. Ácido Fólico - este nutriente promove a renovação celular e faz parte da família da vitamina B. Ele auxilia na formação do sistema nervoso do feto. Segundo a nutricionista, a quantia ideal de ingestão é de 1000 mcg (microgramas) por dia. O ácido fólico pode ser encontrado em alimentos como vegetais verde-escuros, fígado orgânico, levedo e feijão preto;
  2. Vitamina E - para os homens, ela é crucial, "pois melhora a mobilidade dos espermatozoides", de acordo com a nutricionista. O azeite, as nozes e o agrião são algumas das principais fontes desta vitamina;
  3. Ômega 3 - encontrado principalmente na linhaça e em peixes como a sardinha, o atum e o salmão, o ômega 3, segundo Tatiana, ajuda o espermatozoide a entrar no óvulo, bem como no desenvolvimento cognitivo do bebê;
  4. Zinco - Tatiana explica que o zinco é encontrado em grandes quantidades nos espermatozóides, mas é crucial também para manter o óvulo saudável, junto da vitamina B6. Álcool e antiácidos em excesso, porém, podem comprometer os níveis de zinco no organismo;
  5. Vitamina C - a vitamina C, que é antioxidante, auxilia na preservação dos óvulos, mas tem seus benefícios para os homens também, já que, como explica a nutricionista, "ajuda na motilidade e concentração dos espermatozóides". Um copo de suco de laranja fresco por dia ajuda a manter esse nutriente nos níveis ideais;
  6. Selênio - outro ingrediente fundamental na fertilidade, já que, assim como o zinco, é encontrado em grandes quantidades no esperma. Tatiana aconselha o consumo de duas castanhas-do-Pará por dia para conseguir este nutriente;
  7. Beta Caroteno - por fim, o beta caroteno, essencial para a produção de espermatozóides, é facilmente encontrado em alimentos de coloração alaranjada, bem como no óleo de fígado.

Leia também: Passar muitas horas sentado aumenta risco de câncer de próstata, diz estudo

O suco de tomate pode ser um bom começo para evitar e superar a infertilidade , mas todo homem que quiser manter sua vida sexual e reprodutiva em dia deve ficar de olho nos nutrientes desta lista, e procurar manter uma dieta o mais equilibrada e completa possível e, na dúvida, consultar um especialista. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.