Tamanho do texto

O pênis é apenas uma das várias zonas erógenas masculinas. Da boca aos mamilos, são várias as opções que você pode explorar para obter prazer

Nos homens, o prazer sexual está muito relacionado ao pênis - uma realidade que faz com que a exploração de outras zonas erógenas masculinas acabe ficando em segundo plano. No entanto, se você está cansado do "mais do mesmo", ou simplesmente está a fim de esquentar as coisas e descobrir mais a respeito dos seus gostos sexuais, talvez seja uma boa ideia procurar pelo prazer por meio de estímulos a outros pontos do corpo.

Leia também: Brinquedos eróticos para homens: saiba como explorar o prazer sem tabus

Explorar as zonas erógenas masculinas vai te ajudar a obter prazer de novas formas, sem precisar usar o pênis
shutterstock
Explorar as zonas erógenas masculinas vai te ajudar a obter prazer de novas formas, sem precisar usar o pênis

É aí que entram as zonas erógenas masculinas . Assim como no caso das mulheres, estas regiões mais sensíveis ao toque, seja pela quantidade de terminações nervosas sob a pele ou pela espessura dela: quanto mais fina a derme, mais sensível e suscetível a estímulos eróticos é a região.

Pontos como a nuca, o pescoço, os lábios, o lóbulo das orelhas, as nádegas e até mesmo a parte interna das coxas ou o abdôme são exemplos de zonas erógenas que vão além da região da genitália. E, mesmo que elas tenham em comum a suscetibilidade a estímulos sexuais, isso não quer dizer que agradarão a todos os homens.

Por exemplo, enquanto alguns podem sentir prazer na região anal, outros nem cogitam deixar suas parceiras chegarem perto dela. Assim sendo, a chave para descobrir as suas regiões erógenas mais prazerosas está em explorar o corpo aos poucos, com muita atenção à resposta do seu organismo às incitações.

"Pode ser que alguns se incomodem com o estímulo, pode ser que outros sintam cócegas. Por isso tem que encontrar as áreas e ver qual o estímulo correto", alerta a fisioterapeuta e sexóloga Débora Padua a respeito da importância de se ir com calma na exploração das zonas erógenas masculinas.

Ela também afirma que boa parte dessa exploração de estímulos para alcançar o prazer sexual masculino ocorre durante as preliminares, mas algumas brincadeiras já durante a relação também podem ajudar nessa descoberta sensorial.

Como explorar as zonas erógenas masculinas

Brincadeiras e estímulos durante as preliminares são fundamentais para descobrir as zonas erógenas masculinas
shutterstock
Brincadeiras e estímulos durante as preliminares são fundamentais para descobrir as zonas erógenas masculinas

"Uma das brincadeiras que é bastante comum é vendar o homem e começar a dar alguns tipos de estímulo, que podem ser beijos, uma lambida, uma mordidinha", comenta a sexóloga a respeito das formas de explorar o corpo durante a relação sexual.

A vantagem dessa brincadeira, segundo ela, é que a venda tira a parte dos incentivos visuais, que são muito fortes na questão do prazer sexual masculino. Dessa forma, o foco do homem passa para os estímulos que ele está recebendo, aumentando a sensação de prazer.

No entanto, é preciso saber e estabelecer os seus limites tanto com relação ao local como à intensidade do estímulo, já que o objetivo é obter prazer, e não desconforto. "Apesar de existirem alguns homens que vão gostar de um estímulo um pouco mais forte, não são todos eles também", lembra Débora.

Caso não se sinta confortável com o estímulo que está recebendo, ou então sinta que o que sua parceira está fazendo te causa dor, é preciso expressar isso de forma clara, mas ao mesmo tempo sem acabar com a brincadeira.

Até porque, como lembra o especialista em brinquedos eróticos  da boutique erótica Innuendo, Júlio Cavadas, "do mesmo jeito que a mulher sempre deve falar o que quer ou não, o homem tem que fazer o mesmo. Sem medo de julgamentos".

Por outro lado, caso o estímulo seja de seu agrado, não tem problema em pedir para a sua parceira fazer um pouco mais forte, seja diretamente ou por meio de insinuações que incitem novas investidas dela.

Leia também: Esqueça o "papai e mamãe"! 4 posições para enlouquecer a parceira na cama

Mas as formas de descobrir o prazer sexual não param por aí. Além das zonas erógenas masculinas exploradas e da intensidade dos movimentos, o tipo de estímulo também é capaz de influenciar as sensações durante a relação. Uma mordida, por exemplo, pode ser mais prazerosa para você do que uma lambida ou então um beijo.

Até mesmo carícias com as unhas ou os dedos podem despertar o desejo sexual, e é por isso que as brincadeiras e as preliminares são tão importantes para quem quiser descobrir novas formas de obter prazer com a parceira ou a sós.

"Tem que experimentar e ver o tipo de reação que isso causa", reforça Débora. E, além do puro e simples contato físico, se você estiver a fim de se aventurar um pouco mais, pode experimentar brinquedos eróticos com as mais variadas funções e características para cada região erógena.

Explorando as zonas erógenas masculinas com sex toys

Brinquedos sexuais também vão te ajudar a estimular as zonas erógenas masculinas de forma mais intensa
Divulgação/Innuendo
Brinquedos sexuais também vão te ajudar a estimular as zonas erógenas masculinas de forma mais intensa

Os brinquedos eróticos não se resumem ao clichê dos filmes pornô, como vibradores e dildos, ou vaginas artificiais e bonecas infláveis, no caso dos homens. Na verdade, dentro do vasto leque de sex toys, existem alguns que nem aparelhos são.

É o caso de joguinhos como dados eróticos com posições ou atividades sexuais no lugar dos números, que servem tanto para você como para a sua parceira. Outros exemplos são itens como algemas e outros objetos relacionados a fantasias, que também podem ajudar você a explorar seu corpo e encontrar o prazer de outras formas.

Mas se você estiver realmente disposto a tentar algo diferente, os vibradores de mamilos, massageadores de próstata e plugs anais são alguns dos exemplos de sex toys que podem ser usados para intensificar os estímulos. Até mesmo produtos que causam sensações térmicas ou de eletrochoque podem ser usados para quem quer uma experiência diferente na cama.

Leia também: Há quem diga que ponto G não existe; saiba como explorar outras áreas de prazer

De toda forma, Júlio lembra que o brinquedo erótico escolhido deve variar de acordo com a região erógena que se quer explorar, para potencializar a sensação de prazer vinda do uso de sex toys. Dessa forma, vale procurar saber quais zonas erógenas masculinas são prazerosas ou não para você antes de mergulhar de cabeça nessa alternativa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.