Tamanho do texto

Wallacy Andrade tinha uma alimentação baseada em fast food e aos 28 anos chegou a pesar 130 kg, mas um método de emagrecimento mudou a vida dele

O professor Wallacy Andrade, de 29 anos, passou a maior parte da vida com o estereótipo de gordinho e não conseguia emagrecer porque comia muito fast food. Aos 28 anos, ele chegou aos 130 kg e, devido ao excesso de peso, precisava tomar três remédios de uso continuo. O jogo virou quando ele passou por um método de emagrecimento e perdeu 50 kg.

Leia também: Emagreça com saúde! Jovem perde 47kg em 15 meses e dá detalhes da dieta

Wallacy Andrade queria emagrecer, mas não conseguia até encontrou um método que o ajudou a perder 50 kg
Arquivo pessoal
Wallacy Andrade queria emagrecer, mas não conseguia até encontrou um método que o ajudou a perder 50 kg


“Em toda minha vida eu fui gordinho, então sempre tive esse estereótipo e queria emagrecer . Até na adolescência, que é quando o corpo muda, o meu continuou com esse ‘porte gordo’. Sempre fui alvo de chacotas e apelidos por conta do meu excesso de peso”, diz o jovem que mora em São Vicente, litoral de São Paulo.

Wallacy tentou perder peso diversas vezes, mas não conseguia devido à alimentação desregrada. “Eu sempre recorria aos fast foods, pizzas, guloseimas e tudo aquilo que é muito saboroso, mas nada nutritivo. Mesmo quando me alimentava com ‘comida de verdade’, eu não sabia comer adequadamente, não entendia quais alimentos e quais quantidades que eu deveria ingerir”, comenta.

Leia também: Perder peso é possível! Eletricista emagrece 60 kg em apenas 4 meses

Há cerca de seis anos, o professor estava se preparando para fazer uma viagem internacional e resolver ir a um cardiologista para fazer alguns exames de rotina. O problema foi quando ele pegou os resultados e ficou em choque.

“Lembro que em pleno dia do meu aniversário, eu saí do consultório com uma receita de três remédios que eu deveria tomar para o resto da vida e isso me deixou muito mal emocionalmente. Esses problemas eram resultado de uma má alimentação e o excesso de peso”, conta o professor.

Processo de mudança para emagrecer

Para emagrecer, Wallacy precisou entender que a principal mudança deveria acontecer na sua cabeça e não só no corpo
Arquivo pessoal
Para emagrecer, Wallacy precisou entender que a principal mudança deveria acontecer na sua cabeça e não só no corpo


Mesmo impactado, o jovem não conseguiu tomar uma atitude e o processo para entender que precisava emagrecer não por estética, mas pela sua saúde durou uns cinco anos. Nesse tempo, ele chegou aos 28 anos pesando 130 kg. “Minha mudança para perder peso começou quando encontrei um método adequado e com uma equipe correta, pois consegui entender o que eu precisava mudar na minha rotina”, afirma.

O método para emagrecer que deu certo para Wallacy foi o Afine-se, um programa que busca gerar hábitos saudáveis fazendo com que a pessoa entenda a importância de comer de forma correta e levar isso como um estilo de vida. Ele conheceu esse método através de uma amiga e ficou empolgado com a ideia de participar.

Se eu sei que vou comer algo diferente no final de semana, por exemplo, eu capricho na dieta durante a semana

Com o auxilio de uma equipe de profissionais, o professor entendeu o que deveria mudar na sua alimentação, em quais horários deveria comer, quais as quantidades ideias e os modos de preparo mais indicados.

“É preciso ter consciência! Acredito que existe a lei da compensação, então se eu sei que vou comer algo diferente no final de semana, por exemplo, eu capricho na dieta durante a semana.”

A grande dificuldade de Wallacy foi diminuir a quantidade de líquido durante as refeições já que o indicado para evitar o acúmulo de gordura é ingerir líquido apenas 30 minutos antes ou depois da refeição.

Ele também precisou aprender a comer com mais calma e isso é importante porque o cérebro demora um tempo para entender que o organismo está recebendo comida, então se você come rápido acaba ingerindo mais do que o necessário - e quem quer perder peso não precisa disso. 

O professor chegou a pesar 130 kg e após emagrecer sentiu todos os benefícios no corpo e também na sua mente
Arquivo pessoal
O professor chegou a pesar 130 kg e após emagrecer sentiu todos os benefícios no corpo e também na sua mente

Com o método, ele conseguiu criar hábitos saudáveis, entre eles estabelecer horários para fazer suas refeições, comer em pequenas quantidades e a optar por alimentos mais saudáveis e não mais fast food. Sentindo mais disposição, ele passou a praticar voleibol, um esporte que sempre gostou, mas não conseguia jogar por conta do excesso de peso.

Para Wallacy, entender o seu corpo e como a alimentação influencia no seu funcionamento foi fundamental para perder peso e mudar. “Sempre gostei de praticar esportes, mas não tinha tanta disposição. Hoje, pratico regularmente, com disposição e alegria e sei que parte disso é graças às mudanças que fiz na alimentação.”

Não tenho mais vergonha de mim! Eu me vejo lindo, me sinto feliz com meu corpo e comigo mesmo

O professor se manteve focado e em apenas seis meses conseguiu eliminar muito peso. “Consegui emagrecer 50 kg que eu não quero achar nunca mais”, brinca Wallacy.

“A perda de peso me possibilitou ter mais qualidade de vida. Tenho disposição para tudo! Pratico esportes, viajo, saio, interajo com outras pessoas, sempre muito animado.”

Além dos reflexos positivos na saúde, a perda de peso mexeu com a autoestima do rapaz. “Eu amo muito mais o Wallacy de hoje do que o Wallacy de três anos atrás. Não tenho mais vergonha de mim! Eu me vejo lindo, me sinto feliz com meu corpo e comigo mesmo”, garante.

O jovem começou o processo de emagrecimento e todos os hábitos saudáveis em janeiro do ano passado e em junho já estava no seu peso ideal. De lá para cá, ele manteve o seu peso e não tem medo de ter uma “recaída” porque não se sente forçado a levar esse estilo de vida saudável, comer bem e se exercitar virou um hábito e não uma obrigação.

Leia também: Em 6 meses, homem perde peso e define o corpo com exercícios rápidos

Para quem está na luta contra a balança, a dica do professor é entender que a mudança começa dentro de cada pessoa. “Não adianta querer emagrecer e não mudar os pensamento e atitudes com relação à saúde. Hoje, sou feliz por completo, sou uma nova pessoa e não sei descrever o quanto sou grato a toda a equipe que me ajudou. Agora, eu sei que se eu consegui todo mundo também consegue”, finaliza.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.